top of page

NOVAS FRAGRÂNCIAS DE NATURA HUMOR SÃO CRIADAS A PARTIR DA CAPTURA DE MOLÉCULAS PRESENTES NO AR DOS FESTIVAIS DE MÚSICA

Os perfumes traduzem a energia e diversidade dos eventos através dos cheiros capturados por tecnologia inovadora



A atmosfera vibrante dos festivais de música é conhecida por sua capacidade de despertar emoções únicas e memoráveis. Mas, e se alguma tecnologia fosse capaz de materializar não apenas lembranças visuais e sonoras, mas fugir do óbvio e encapsular as nuances olfativas da energia única presente no ar durante esses eventos? A Natura mergulhou nesse desafio ao criar as novas fragrâncias da linha Humor. Utilizando uma tecnologia proprietária, a empresa conseguiu capturar mais de 40 moléculas que pulsavam no ar durante diversos festivais, produzindo um verdadeiro mosaico olfativo que reflete a diversidade e intensidade das experiências vividas. 


Diferentemente da captura feita pelo clássico método de “headspace”, que capta as moléculas num ambiente confinado e depois permite a identificação em laboratório, o equipamento utilizado pelos cientistas e pela perfumista exclusiva da Natura, Verônica Kato, permitem a captura em ambientes abertos, ao ar livre. Ou seja, as novas fragrâncias de Humor além de capturar e reproduzir os cheiros sentidos, nascem literalmente nos festivais e por isso carregam essa atmosfera como nenhuma outra. “Esse processo só foi possível devido ao uso em conjunto de cinco técnicas propiciadas pelos equipamentos vanguardistas presentes no Centro de Inovação da Natura, em Cajamar”, comenta Verônica. 


Como parte do processo criativo, Verônica explorou esses eventos para buscar não apenas inspiração, mas conquistar a reprodução dos cheiros que representam a energia em diferentes espaços e momentos durante os dias de diversos festivais. “Os acordes, presentes nas novas fragrâncias de Humor, são mais do que uma simples combinação de notas; é uma interpretação das emoções, sensações, atmosfera e ambientes dos festivais, uma verdadeira confluência entre ciência e arte”, define Verônica. “As notas verdes, por exemplo, se originaram a partir de pessoas dançando na grama molhada”, completa. 


Inspiração por trás das novas fragrâncias 

O projeto das novas fragrâncias de Natura Humor nasceu da compreensão de que os festivais de música representam um espaço de conexão e liberdade para a geração Z, dois anseios intensificados no pós-pandemia, momento que expôs a fragilidade da saúde mental dos mais jovens. “Muitos deles encontram nos eventos sociais alívio para ansiedade, estresse e os demais efeitos causados. Pensando nisso, nossa inspiração foi a de capturar a vibe e a energia desses locais e transformá-las em fragrâncias, por ser onde essa geração se sente parte do todo, compartilha facilmente suas emoções e celebra intensamente seus anseios e alegrias”, conta Denise Coutinho, diretora de Marketing da marca. 


A criação também contou com uma colaboração intensiva com o público-alvo. Mais de 160 jovens participaram do processo criativo, fornecendo insights sobre suas experiências em festivais e ajudando a garantir que as fragrâncias capturassem verdadeiramente a essência desses eventos. “As fragrâncias são como portais para a energia e a vibração da atmosfera dos festivais para o dia a dia. Ou seja, são perfumes para serem usados além dos festivais. A nossa proposta é, justamente, que sirvam para que os consumidores se conectem com essa vibe positiva no dia a dia, permitindo que eles revivam essa emoção sempre que quiserem ou precisarem”, completa Denise.


Uma das novas fragrâncias de Humor trarão o ápice da alegria, aquela emoção épica do show principal de um festival. Enquanto a outra, apresenta a sensação de conexão em sinergia com a galera. Ambas estão previstas para serem lançadas em meados de abril.




Por,

Gisele Barros

Editora Chefe do Portal ALL SENSEZ

Especialista no Mercado de Fragrâncias

Consultora de Comunicação Especializada em Perfumaria


 


Comentarios


bottom of page